Página do PCP Jornal «Avante!» Revista «O Militante» Rádio Comunic Edições «Avante!» Página da JCP

Página do PCP Jornal «Avante!» Revista «O Militante» Rádio Comunic Edições «Avante!» Página da JCP

Página do PCP Jornal «Avante!» Revista «O Militante» Rádio Comunic Edições «Avante!» Página da JCP

newsletter.jpg

Página do PCP Jornal «Avante!» Revista «O Militante» Rádio Comunic Edições «Avante!» Página da JCP

Hospital de Serpa não regressa ao SNS porque o PS NÃO QUIS!

Na passada sexta-feira, 15 de Abril foi votado o Projeto de Lei nº 84/XIII-1ª, da autoria do PCP, que determinava a reversão do hospital de S. Paulo à esfera pública, voltando a integrar e valorizar a capacidade do Serviço Nacional de Saúde na região. 

O projeto determinava a reversão do Hospital de São Paulo e garantia que não haveria perda ou redução do número de valências, nem prejudicava a entrada em funcionamento de novas valências, que não se encontrando ainda em fase de implementação fossem e/ou viessem a ser objeto de análise, estudo e decisão quanto à sua inclusão no conjunto de cuidados prestados à população. O projeto salvaguardava ainda os direitos dos profissionais que, independentemente do âmbito, modalidade e vínculo contratual exercido à data da reversão transitariam de forma automática para o Ministério da Saúde.

Esta iniciativa legislativa correspondia a um compromisso eleitoral da CDU e foi rejeitada com os votos contra do PSD e do CDS e a abstenção do PS, que inviabilizou assim a reversão deste hospital para o SNS, que antes dizia defender.

O PS absteve-se também num projeto apresentado no mesmo dia pelo PSD/CDS, que foram responsáveis pela privatização do hospital, propondo a manutenção da privatização destas unidades hospitalares, permitindo assim que tudo fique como estava, ou seja, privatizado.

O PS justificou a sua abstenção no projeto do PCP com a necessidade de se avaliarem os resultados do processo de entrega dos hospitais.

O PCP continua a contestar a entrega do hospital de Serpa a uma entidade privada e o desmantelamento do Serviço Nacional de Saúde, porque entende que privatizar hospitais não é a melhor maneira de servir as populações. A privatização deste hospital não trouxe melhores cuidados de saúde às populações, mas trouxe piores condições de trabalho para os profissionais. 

Tendo em conta que aqueles que não apoiam a reversão do hospital para o Ministério da Saúde argumentam que as respostas das unidades hospitalares melhoraram com o processo de entrega, o Grupo Parlamentar do PCP deu já entrada com uma pergunta ao Ministério da Saúde, a questionar o cumprimento do acordo de transferência do hospital de Serpa e sobre os serviços prestados às populações em todas as suas vertentes e obrigações.

Para nós, que não temos dúvidas sobre a justeza da posição que tomámos neste processo e desde o seu início, o que é normal fazer foi o que fizemos e iremos continuar a fazer, que é lutar cá e lá, na AR ou onde se decide. Para nós, defender os interesses das populações está sempre primeiro.

Serpa, 19 de Abril de 2016

 

Comissão Concelhia de Serpa

Bookmark and Share
Decrease font size Default font size Increase font size

Página do PCP Jornal «Avante!» Revista «O Militante» Rádio Comunic Edições «Avante!» Página da JCP

Página do PCP Jornal «Avante!» Revista «O Militante» Rádio Comunic Edições «Avante!» Página da JCP

Página do PCP Jornal «Avante!» Revista «O Militante» Rádio Comunic Edições «Avante!» Página da JCP

links_uteis.jpg

pcp.jpg
 
avante.jpg
 
militante.jpg
 
edicoes_avante_.jpg
 
jcp1.jpg
logoaljustrel.gif

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Página do PCP

Jornal «Avante!» Revista «O Militante» Rádio Comunic Edições «Avante!» Página da JCP