Página do PCP Jornal «Avante!» Revista «O Militante» Rádio Comunic Edições «Avante!» Página da JCP

Página do PCP Jornal «Avante!» Revista «O Militante» Rádio Comunic Edições «Avante!» Página da JCP

Página do PCP Jornal «Avante!» Revista «O Militante» Rádio Comunic Edições «Avante!» Página da JCP

newsletter.jpg

Página do PCP Jornal «Avante!» Revista «O Militante» Rádio Comunic Edições «Avante!» Página da JCP

Comunicado sobre a situação da PT em Beja

 

Na sequência dos acontecimentos ocorridos durante o fim-de-semana de 14 e 15 de Novembro, que levaram à evacuação do edifício onde funciona o Call Center da PT em Beja devido a sintomas de intoxicação dos trabalhadores e que se repetiram no dia 17 de Novembro, o PCP, através dos deputados João Ramos e Rita Rato do seu Grupo Parlamentar na Assembleia da República, dirigiram as seguintes perguntas ao Governo, através do Ministério da Solidariedade, Emprego e Segurança Social:


 

1.Tem o Governo conhecimento da situação?

 

 

2.Confirma o Ministério que a ACT acompanhou este problema de falta de condições de higiene e segurança no Call Center da PT em Beja? Se sim, quais as conclusões da ação inspetiva?


 

3. Qual a razão da intoxicação dos trabalhadores e quem são os responsáveis?


 

4. Confirma o Ministério que as instalações do Call Center da PT em Beja estão encerradas? O que determinou que não fossem encerradas logo na primeira ocorrência, levando a novas vítimas de intoxicação?


 

5.Está garantido o acompanhamento da situação de saúde de todos os trabalhadores afetados?


 

6.Estão garantidos os pagamentos dos salários e de todos os direitos dos trabalhadores enquanto o edifício permanecer encerrado?

 

Enquanto se aguardam as respostas a estas perguntas reabriu o Call Center da PT no dia 25 de Novembro. Um dia depois, os trabalhadores tornaram a sofrer os mesmos sintomas de intoxicação que levaram ao encerramento do Edifício.

O PCP considera esta situação totalmente inaceitável!

À precariedade dos vínculos, à instabilidade dos horários, ao regime de trabalho intensivo e extremamente desgastante, aos baixos salários e às incertezas que envolvem o futuro da própria PT, soma-se agora uma situação que põe em causa a saúde agravando ainda mais as condições de trabalho dos trabalhadores do Call Center da PT.

 

O PCP, no quadro da sua acção pela defesa da PT e dos seus trabalhadores, acompanha esta situação com especial atenção, solidarizando-se com os trabalhadores vítimas deste problema e continuará a intervir de todas as formas possíveis pelo total esclarecimento das responsabilidades, e pela preservação e defesa dos direitos à saúde, aos salários e à dignidade dos trabalhadores do Call Center da PT em Beja.

 

Beja, 26 de Novembro de 2014

 

Bookmark and Share
Decrease font size Default font size Increase font size

Página do PCP Jornal «Avante!» Revista «O Militante» Rádio Comunic Edições «Avante!» Página da JCP

Página do PCP Jornal «Avante!» Revista «O Militante» Rádio Comunic Edições «Avante!» Página da JCP

Página do PCP Jornal «Avante!» Revista «O Militante» Rádio Comunic Edições «Avante!» Página da JCP

links_uteis.jpg

pcp.jpg
 
avante.jpg
 
militante.jpg
 
edicoes_avante_.jpg
 
jcp1.jpg
logoaljustrel.gif

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Página do PCP

Jornal «Avante!» Revista «O Militante» Rádio Comunic Edições «Avante!» Página da JCP